Alex Kidd in Miracle World (Master System)

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 Postado por Tristan.ccm

 
Gênero: Plataforma


Fabricante: Sega


Lançamento: 1986


Jogadores: 1 player





Se tinha uma coisa que era (e talvez ainda seja) obrigatória para um console fazer sucesso, era ele ter um bom "mascote", ou seja, um personagem que se identificaria com a plataforma. A Nintendo criou Mario, o encanador que se tornaria lenda, e a Sega precisava de um oponente à altura do bigodudo. Sua primeira tentativa foi com esse garoto igualmente cabeçudo, mas que não tinha o mesmo charme.

Se Mario enfrenta os perigos em busca de sua amada princesa, aqui o jovem Alex descobre que o perverso Janken sequestrou o casal Egle e Lora, herdeiros do trono do planeta Radaxian. Alex descobre que ele também é da família real, e decide ir ao resgate deles. Enquanto Mario pula na cabeça dos inimigos, Alex mostra que é mais boçal criativo e usa seus punhos para derrotar os inimigos. Enquanto Mario só pode usar um item por vez, Alex tem um inventário, onde pode escolher qual item usar no melhor estilo Zelda. Enquanto Mario...


Leitor diz:
Hey, Tristan, pq vc tá falando tanto do Mario num review de Alex Kidd?

Gente, infelizmente isso é inevitável, pois os jogos eram concorrentes e eram muito parecidos em vários aspectos: Primeiro, pois as plataformas e as pedras a serem quebradas eram muito parecidas; depois, por ser impossível salvar o jogo e ele ficar praticamente Over Power no final. Embora ele tivesse muita coisa em comum com o jogo do NES, suas inovações (batalhas contra chefes usando Jo-Ken-Po, inventário, veículos, etc.) não deixaram Alex sair da sombra do encanador, e os jogos que ele rendeu nunca sequer arranharam a fama de seu algoz nintendista, a ponto de muitos creditarem ao garoto a derrota do Master System na "guerra dos 8 bits". Sendo assim, o fato dele ter sido esquecido após ter sido literalmente atropelado por um certo ouriço azul não causou comoção nenhuma nos fãs da Sega. O jogo é bom, mas Alex Kidd infelizmente está até hoje sem gás para bater de frente com Mario. Se teve uma coisa boa que ele fez, foi passar o bastão a Sonic e se aposentar.


NOTA FINAL: 7,5
POBRE ALEX! SE MARIO NUNCA TIVESSE EXISTIDO, TALVEZ ELE TIVESSE TIDO UMA CHANCE DE SER MASCOTE DA SEGA... PENSANDO BEM, FOI MELHOR ASSIM!
Plataforma:


Comente com o Facebook: