Lendas dos Games (VIII)

quarta-feira, 17 de junho de 2009 Postado por Tristan.ccm

Lenda 8 - Videogame estraga a televisão


Resolvi escrever sobre isso esses dias, quando conversei com uma conhecida sobre o blog. Ela me disse que, quando era criança, seus pais nunca a deixaram ter um videogame, pois tinham medo que o aparelho estragasse a única TV que a família tinha. Na hora me lembrei dos meus tempos de infância, quando ganhei meu Atari aos 6 anos, eu jogava com um tio adolescente e volta e meia minha avó (mãe dele) brigava com a gente, reclamando que a gente estava estragando a televisão. Era um aparelho antigo, mais velho que eu, que ela relutava em trocar. Eu cresci, meu tio cresceu, e comprou nosso segundo game, um Nintendinho (na verdade era um Dynavision, aquele que tinha um controle parecido com um manche de avião e dois encaixes para cartuchos, um americano e outro japonês). Na mesma época, um outro tio resolveu dar a minha avó uma nova TV, e a antiga foi dada para nós, pois esse tio alegava que "a gente não podia estragar uma TV nova com o videogame". O aparelho em que jogávamos Mario e Duck Hunt já tinha seus 15 anos de uso quando a TV nova pifou, e durante as duas semanas do conserto o aparelho que estávamos "estragando" voltou a exibir novelas.

Quando me tornei um adolescente, veio uma prima que também jogava, ainda na TV dos meus tempos de Atari. Ela e eu jogamos anos a fio até ela se mudar aqui de casa. Eu comecei a trabalhar e consegui meu terceiro console, um Mega Drive usado. Na época comprei minha própria TV e jogava nela, e o antigo aparelho ainda funcionou durante quatro anos na mão de uma tia quando, com 22 anos de militância dentro e fora dos games, foi fulminado por um raio. Nesse período, minha avó teve três TVs, que nunca exibiram Sonic em suas telas mas deram um monte de problemas.

Bem, creio que essa história baste para desmistificar essa lenda, mais antiga do que eu, mas decidi trazer mais dados sobre o problema, e conversei com quem realmente entende do assunto: um amigo que ensina eletrônica no Senai. Eis o que aprendi com ele:

A verdade:

Para exibir as imagens tanto dos games quanto dos canais, as TVs "de tubo" utilizam um dispositivo chamado Tubo de Raios Catódicos. Basicamente, ele estimula elétrons que são disparados numa tela coberta de fósforo, que é estimulado e brilha. Cada ponto da tela é estimulado de forma a emitir luz de uma certa cor (vermelho, verde ou azul), e a soma de milhões de pontos emitindo luz gera as imagens que vemos.

De fato, se uma certa região da tela é estimulada por um longo período de tempo, isso pode desgastar o fósforo que a recobre, tornando a imagem esmaecida ou até mesmo "queimando" aquele ponto da tela. O argumento de quem acha que isso é verdade é que certas áreas da tela de um jogo, como a que mostra o número de vidas ou a pontuação, como não se movem podem gerar esse desgaste.

Isso é uma grande besteira. Primeiro, porque o tempo necessário para isso acontecer é bem longo, seria preciso jogar por dias sem parar para que o medidor de vidas causasse o desgaste temido na tela, que assim mesmo seria minúsculo. Segundo, porque muitos programas de TV também exibem imagens que ficam paradas na tela, e isso não desgasta em nada sua TV.














O medidor de tempo de uma partida de futebol não se move pela tela, nem o logo do canal durante a programação, mas ninguém acusa o futebol ou as novelas de estragar a TV!


Para jogar uma pá de cal nessa lenda fajuta, vejamos o seguinte: o console gera imagens que são exibidas na tela. Um videocassete, um DVD, até mesmo o sinal dos canais de TV faz isso. Se nenhum deles estraga sua TV, os games também não vão estragar. Por isso, quando sua mãe falar pra você parar de jogar pra não zoar a TV, explique pra ela que isso é lenda, talvez inventada justamente pra fazer a gente parar de jogar. Afinal, que eu saiba o único caso da história de uma TV estragada por um videogame é o do vídeo abaixo:





Repare que a culpa não foi do Wii, mas do idiota que esqueceu de amarrar a cordinha no braço! Ou seja, mesmo nesse caso os consoles são inocentes.


Comente com o Facebook: