Hogan's Alley (NES)

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 Postado por Tristan.ccm


Gênero:
Tiro

Fabricante: Nintendo


Lançamento: 1984


Jogadores: 1 Player




Estamos de volta! Após meu casamento e finalmente dono de uma conexão decente, re-estreio aqui no MDG com mais um dos jogos que marcaram minha carreira "pré-emulador".

Inspirado numa área de treinamento do FBI com o mesmo nome (que realmente existiu, no Arizona, e foi desativada em 1997), Hogan's Alley tem como objetivo mostrar como os atiradores de elite treinam para suas missões. Apesar de ser um jogo de tiro, é um jogo da Nintendo, e por esse motivo não espere ver pessoas morrendo aqui. Seu objetivo aqui é acabar com os bandidos ao mesmo tempo que evita acertar os incautos transeuntes que, por algum motivo que só Freud explica, perambulam em meio a esses perigosos meliantes que vão aprontar todas [Narrador da Sessão da Tarde OFF]. São três bandidos diferentes e três civis (policial, professor e mocinha de rosa), todos representados por placas de papelão que vão rodopiar depois de levar bala.

O jogo tem algumas diferenças em relação a Duck Hunt, seu principal (e talvez único) concorrente: primeiro, sua pistola tem munição infinita (e não só três balas), segundo que há duas maneiras de perder uma das 10 chances, matando um civil ou deixando um bandido vivo. E, por último, os modos de jogo são bem diferentes um do outro: no Game A, a clássica galeria de tiro, onde as placas aparecem de 3 em 3 e você tem cada vez menos tempo para escolher em quem atirar; no Game B, o cenário é a imitação do verdadeiro Hogan's Alley, onde uma cidade cenográfica rola pela tela com as placas passando por janelas, pela rua, etc.; e o Game C - Trick Shot, é um desafio indicado para quem é emo demais pra matar bandidos totalmente contra a violência, onde você tem que desviar latas que caem com seus tiros, evitando que elas caiam no abismo infinito (uma pistola com turbo nesse modo é essencial).

A dificuldade do jogo nem é tanto no tempo que você tem para atirar, que com o passar do tempo fica cada vez menor. O pior aqui é que os civis se parecem muito com os bandidos, e quando você tem menos de um segundo para decidir em quem atirar isso pode te foder a vida! Eu lembro que morria de raiva cada vez que metia bala no policial pensando que ele era aquele bandido de preto (os dois tem bigode e são gorduchos!). No mais, o game é divertido, um bom passatempo enquanto a galera não chega ou enquanto você espera alguém se logar no MSN.


NOTA FINAL: 8,2
UMA BOA OPÇÃO PRA QUEM TEM NINTENDINHO, PISTOLA MAS NÃO AGUENTA MAIS MATAR PATOS E VER UM CACHORRO CHECHELENTO RIR DA SUA CARA. PENA QUE PARECE SER A ÚNICA!

Plataforma:


Comente com o Facebook: