[Games em Foco] Tipos de vilões

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012 Postado por Tristan.ccm

Todo game tem que ter um vilão, aquele personagem que você precisa derrotar para prosseguir no jogo ou vencer. Seja ele um chefe de fase, um sub-boss ou um mero "inimigo tapa-buraco", seu objetivo é um só: não deixar que você, grande heroi, siga em frente em sua jornada. Neste post, veremos os tipos mais comuns de inimigos que tornam a nossa vida mais difícil:


A encarnação do mal

Ele nasceu com um propósito: DESTRUIR TUDO O QUE EXISTE!
O motivo? Nenhum! Ele é mal porque gosta, e pronto. Apesar de hoje estar em extinção por causa de nossa cultura de que "todo personagem precisa ser elaborado e mimimi", esse tipo de vilão é até bem comum. Eles dispensam apresentações, e é com essa mesma falta de cerimônia que nós os destruímos!

O imperador maligno

Governantes têm má fama até mesmo nos games! Como é raro encontrar democracias dentro de um jogo, geralmente o vilão acaba sendo um rei ou imperador que deseja aumentar mais e mais seu poder, assim como a maioria dos monarcas de antigamente. O pior é que ser imperador significa ter toda a força militar de um país à disposição de seus sonhos de conquista. Coitado do heroi, quase sempre um membro de uma força rebelde formada por meia dúzia de gatos pingados!

O vilão megalomaníaco

Não é preciso ser um monarca tirano para dominar o mundo: basta ter poderes, dinheiro, inteligência ou uma união desses itens. E sonhar, lógico, pois ter o mundo aos seus pés só depende de você. Pena que aquele chato que se diz "mocinho da estória" não concorda com isso e vai fazer de tudo para impedí-lo. Mas nunca desista dos seus sonhos, siga em frente que um dia você irá dominar o mundo!

Zumbis

Esse tipo é tão utilizado hoje em dia que já tá até cansando, mas aparece desde os primórdios dos games. Seja via magia ou através de um experimento científico que não deu certo, uma boa forma de aumentar as fileiras de um exército inimigo é invocando gente que não pode ser morta, afinal eles já morreram! Nada que um chicote ou um tiro bem dado não resolva, mas esse tipo de inimigo embora fraco compensa pelo volume, pois nunca vem um só.

Nazistas

Existem três certezas nesse mundo: bolas são redondas, corinthianos são chatos e nazistas são malvados. Taí o porquê dos seguidores do füher serem recrutados à exaustão, pois poucas ideologias foram tão odiadas pea humanidade tanto quanto o nazismo, e por motivos óbvios. Todo mundo já teve a oportunidade de meter uma bala virtual num soldado com uma suástica no braço, tamanha a quantidade de jogos ambientados na 2ª Guerra Mundial.

Punks

Hoje eles são pouco lembrados, mas na época de ouro dos beat'en ups eles infestavam as ruas da cidade, prontos para servirem de saco de pancada para dançarinas de lambada e prefeitos marombados. Apesar de terem bom gosto musical, geralmente eram pouco inteligentes e fracos, nunca oferecendo desafio e ficando relegados à condição de inimigo comum de meio-de-fase (salvo raras exceções).

Ninjas

Geralmente faziam companhia aos já citados punks, mas ao contrário deles davam uma bela dor de cabeça, afinal ninjas sempre foram fodas: rápidos, silenciosos e mortais, bem armados e espertos, sempre que o jogador via um ninja pela frente ele se preocupava, e dependendo do jogo um guerreiro encapuzado com uma espada na mão era sinônimo de ficha/vida perdida.

Alienígenas

O homem sempre se perguntou se estava sozinho no universo, e geralmente nos games a resposta era "infelizmente não". Se veio do espaço, tenha medo, pois é superior a você em tecnologia, inteligência e muito mais! Enfrenta-los exige coragem, estratégia e, claro, ↑ ↑ ↓ ↓ ← → ← → B A START uma nave ultramoderna e única no mundo, o que fará de você a única esperança da humanidade de continuar a existir. Que responsa, hein!

O cientista maluco

Ser inteligente assusta as pessoas, logo pessoas inteligentes acabam quase sempre sofrendo algum tipo de discriminação. Isso gera uma mágoa e um desejo de vingança capazes de fazer com que a pessoa acabe por usar todo seu conhecimento e sabedoria a serviço de um ideal: provar que aqueles que riram estavam errados. "Riu de mim porque eu sou nerd? Agora tu vai morrer!" A não ser que outro cientista que não sofreu bullying resolva estragar seus planos, lógico.

O vilão arrependido

Após anos tocando o terror, o cara olha pra trás e vê o monte de merda que fez na vida. Ele se arrepende dos erros do passado e decide mudar de lado, lutando contra as forças que antes defendia. Eis que surge meu tipo preferido de heroi, pois apesar de agora ele fazer parte do time dos mocinhos ele não é 100% bondoso, e acaba por usar contra seus antigos aliados as mesmas técnicas de quando era "do mal".

O heroi corrompido

Da mesma forma, aquele cara passa a vida toda se fudendo enquanto ajuda o heroi em sua luta contra o imperador maléfico ou outro dos tipos já citados. Se não bastasse ele vê que o protagonista cata a mocinha e ele fica sem ninguém. Chega uma hora que ele se cansa, pois os inimigos podem lhe dar não só poder como dinheiro, mulheres, iates, e ele decide se aliar a eles, e o pior: passando pros bandidos tudo o que sabe daquele FDP que se dizia bonzinho mas só deixava as migalhas pra ele. Moral da história: trate bem o seu amigo pra ele não virar seu pior inimigo!

=======================================================================

Estes são os tipos mais comuns de vilão, mas se você conhece algum outro, poste nos comentários! Dependendo eu posso fazer um update deste post. Abraços e até a próxima!
Plataforma:


Comente com o Facebook: