Lendas dos Games

segunda-feira, 30 de junho de 2008 Postado por Tristan.ccm

Introdução

Todo mundo sabe que quase todos os games têm segredos escondidos: fases secretas, personagens destraváveis, imagens escondidas, etc. Alguns ajudam a acabar o jogo, outros são apenas bônus para o gamer "cata-piolho", que fecha o game zilhões de vezes até ver tudo que é possível. Ser o primeiro a encontrar um desses segredos é uma glória que todo mundo que joga quer, afinal rende não só 15 minutos de fama como respeito e, em alguns casos, até mesmo grana. O grande problema é que, em busca dessa glória, muitos acabam inventando que chegaram até a fase X ou descobriram que dá pra destravar o personagem Y, e quem tenta fazer o mesmo descobre que tal coisa não existe. É lógico que esses falsos segredos sempre requerem uma tarefa hercúlea, fazer missões difíceis ou até mesmo impossíveis, pois isso torna a tarefa de desmentir a lenda mais difícil. O fato é que basta a tal mentira ser divulgada e todos os que jogam o game partirem pra cima do jogo com a fúria de um tigre faminto, dispostos a fazer o mesmo, sem perceber que caíram no conto do vigário. Vou usar esse espaço para divulgar e desmentir essas lendas, afinal você não quer ser o próximo a cair nessa mentira e virar piada diante de todos, não é? Bem, vamos à primeira lenda:


Lenda 1: Kamek the Magikoopa no Mario Kart 64?

Essa é uma lenda recente, desenvolvida em nossa atual época de Orkut e emuladores. Ela surgiu na comunidade "Viciados em Mario Kart 64", que reúne os fãs desse jogo de corrida do N64. O problema é que, na foto da comunidade, o cara que criou colocou uma foto da versão beta do jogo, onde aparecia um corredor esquisito, azul e com bico. Ninguém que jogava o game tinha visto aquele cara, e começaram a surgir perguntas sobre que personagem era aquele. Algum gaiato resolveu tirar um barato com quem não tinha percebido a foto beta e disparou: "é o Magikoopa, um personagem secreto. Pra destravá-lo, você deve fechar todas as pistas de todas as cilindradas com o Donkey Kong, que ele vai gritar de dor no fim dos créditos (igual quando você acerta ele com o casco). Aí, é só resetar o console e ele aparece no lugar do DK.".
Nem preciso dizer que vários jogadores abriram o emulador e começaram a botar o gorila na pista, e muitos começaram a aumentar a mentira: "Eu destravei ele, e ele corre a 90Km/h sem estrelinha nem cogumelo", "eu tbm destravei, mas fiz diferente: é só fazer o macete X" (entenda por macete X atrocidades como fechar as pistas ao contrário e correr atrás de um joystick fictício com um botão a mais), e por aí vai.
Quem joga sabe: fechar o jogo com o gorila engravatado é tarefa para poucos, pois ele é pesado e lento. No campeonato de 150cc ele chega a ser impraticável, tamanha a sua lerdeza, que só perde para o vilão Bowser. Nem preciso dizer que muitos que acreditaram na lorota davam cabeçadas na parede de tanta raiva, após perder as últimas taças, pois uma das mentiras dizia que se vc ganhasse prata ao invés de ouro, tinha que refazer tudo. Creio que muitos teclados e joysticks devem ter encontrado seu fim diante da fúria de um gamer frustrado durante a perseguição de um segredo impossível.


A verdade:
Primeiramente, vejamos a foto que gerou a lenda, da versão beta, bem como a tela do jogo que foi lançado:


Foto da versão beta - cortesia: Nintendo Power



Versão final do jogo



A versão beta, conhecida como Mario Kart R, foi projetada como uma nova versão do clássico Super Mario Kart do SNES, com pistas tridimensionais e dois corredores novos: sairiam Donkey Kong Jr. e Koopa Troopa e entrariam Wario (recém-estreado no Game Boy e em um game do SNES) e Kamek the Magikoopa (que aparecia no megasucesso do SNES Super Mario World). Porém, sabendo que Donkey Kong tinha muitos fãs e temendo que esses reclamassem da ausência do gorila no jogo, a Nintendo decidiu tirar Kamek e substituí-lo pelo DK. O fato de aparecer no jogo beta inspirou os criadores do mito, afinal ele poderia estar escondido, em algum lugar do game, pronto para ser destravado.
E foi assim que um jogo que aparentemente já havia sido totalmente destrinchado em mais de 10 anos de existência acabou voltando à tona, e por tabela conquistou novos jogadores, um benéfico efeito colateral de uma mentira inventada para enganar dois ou três e que se espalhou feito uma câncer, pegando muito jogador experiente.


Gostou da matéria? Poste nos comentários qual outra lenda vc conhece e ela será destrinchada aqui mesmo!


Comente com o Facebook: