A Era dos Videogames (Parte 11)

domingo, 21 de setembro de 2008 Postado por P.A.

1995 - Lá vem a Sega de novo, tentar desbancar o Game Boy!

A Sega lançou no final de 1995 nos EUA e no Japão, o Nomad (foto ao lado)! O portátil tinha a dura missão de desbancar o Game Boy e ficar no topo do mercado dos portáteis. Seu hardware era um clone do Mega Drive, o console pesava 450 gramas, possuía 6 botões incorporados, possibilidade de ligar outro controle externo, tela de matriz passiva e que rodava 99% dos jogos do console de 16 bits!

Com um adaptador para rodar jogos do Master Sytems e mais de 600 jogos disponíveis no seu lançamento, o Nomad parecia preparado e pronto pra batalha! Pois é, parecia... Mas os consumidores não queriam apenas jogar os clássicos do Mega Drive, queriam jogos exclusivos do portátil! Sem falar que o portátil consumia baterias rapidamente em poucas horas uso e tinha um preço um pouco alto...

O Nomad foi mais uma prova de burrice da Sega que insistia em não dar valor aos seus videogames persistindo nos mesmos erros, dando murro na ponta de faca! O Nomad nunca "decolou" nas vendas e foi lançado apenas no Japão e EUA!

Em 1998 o Nomad foi descontinuado oficialmente, e embora tenha fracassado foi um ótimo portátil!

Julho de 1995 - Um ano que a Nintendo quer esquecer...

Foi em 1995 que a Nintendo lançou seu pior videogame! Seu nome: Virtual Boy, um nome que a Nintendo quer esquecer....

O Virtual Boy era um “portátil” (?) de 32 bits que utilizava um óculos em forma de monitor para mostrar imagens em 3D! Foi o primeiro videogame a utilizar jogos com imagens em 3D. Falando assim, é até difícil entender como um videogame desses fracassou!







Acima a foto do primeiro portátil (?) de 32 bits que foi um fiasco total!


Acontece que o tal portátil tinha muitas coisas ruins! A primeira, era que ele nem era tão portátil assim, já que era necessário algum lugar plano para apoiá-lo! Outro fator fundamental foi o fato de possuir apenas duas cores: vermelho e preto. Já que se possuísse mais cores seria muito caro... A falta de jogos também afetou as vendas (foram produzidos apenas 20 jogos pro Virtual Boy)! E o pior, jogar Virtual Boy cansava a vista, tanto que os jogos possuíam até uma função automática de pausa nos jogos para que o jogador desse uma parada pra descansar...

O primeiro portátil de 32 bits da história, foi um fiasco e colocou em risco a reputação da Nintendo, já que sua baixa aceitação fez com que as ações da empresa caíssem, colocando em cheque o sucesso do futuro Nintendo 64 e que abalou o nome da toda poderosa Nintendo...

Em 1997 o Virtual Boy parou de ser fabricado oficialmente e hoje apenas colecionadores correm atrás de um desses!

1996 - Finalmente! Nintendo lança o nem tão bem sucedido Nintendo 64!

Foi neste ano, que a Nintendo comemorou 1 bilhão de cartuchos vendidos pelo mundo todo!

A Nitendo, percebendo que seu Super NES não agüentaria por muito tempo no mercado de consoles da nova geração, encabeçada por Saturn e Playstation resolve lançar o Nintendo 64 (com algum tempo de atraso)! A Nintendo dizia que seu console pulou a geração 32 bits e foi pra 64 bits, superando os concorrentes (já que o Jaguar nem foi considerado de 64 bits)!


Eis o Nintendo 64 em uma de suas diversas cores disponíveis!









O Nintendo 64 causou um rebuliço no mercado devido ao seu poder gráfico e a capacidade de criar personagens, cenários e efeitos muito mais realistas do que os concorrentes! Efeitos especiais como mip-mapping (borrado nas texturas) e anti-aliasing (correção dos contornos da imagem) foram usados pela primeira vez em um videogame.

Mas foi um jogo, Mario 64, que mudaria a história dos videogames para sempre! Criado pelo gênio Shigeru Miyamoto, ele foi considerado como o melhor jogo do mundo. E não era pra menos, o jogos trazia todo o charme e jogabilidade dos antigos jogos de plataforma para o console em 3D!

O Nintendo 64 também foi o primeiro console a possuir um “stick” analógico, utilizado muito bem em inúmeros jogos.



Mas a Nintendo pecou em um aspecto: o N64 ainda utilizava os caros e já ultrapassados cartuchos! Isso fez com que muitas produtoras, algumas que até então foram sempre fiéis a Nintendo (Square e Enix), produzissem games para o Playstation e algumas para o Saturn, já que os lucros das vendas de jogos eram maiores do que com os cartuchos...

Sem falar que os cartuchos (32 MB) armazenavam muito menos informação do que os CDs (650 MB). Talvez por isso, a grande maioria de lançamentos para o Nintendo 64 padecia de texturas pouco detalhadas e repetitivas. Além disso, o som também era prejudicado, pois músicas cantadas e bem orquestradas jamais poderiam ser reproduzidas em jogos de cartucho.

























































 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  1)Mario 64 - o primeiro jogo do console foi eleito como o melhor jogo de todos os tempos; 2)Mario Kart 64; 3)Banjo & Kazzoie; 4) Donkey Kong 64; 5)Goldeneye 007; 6)Perfect Dark; 7)Legend of Zelda: Ocarina of Time - considerado o melhor Zelda; 8)Star Fox 64 - a versão cancelada do SNES; 9)International Superstar Soccer; 10)1080º Snowboarding; 11)Castlevania - pela primeira vez em 3D; 12)Resident Evil 2; 13)Paper Mario; 14)Super Smash Bros - porradaria entre os personagens da Nintendo


Outro erro da Nintendo, que pra mim ocorre até hoje, foi a empresa apostar em jogos infantis! E todo aquele blábláblá do poderio do console foi posto a prova, e ele nem era tão superior aos concorrentes de 32 bits! E faltavam jogos ao Nintendo 64.

Acessórios interessantes foram lançados para o Nintendo 64. Dentre eles, podemos citar: Rumble Pak, que fazia o controle tremer; a Expansão de memória de 4 MB, utilizada em Perfect Dark, Donkey Kong 64 e Majora's Mask, por exemplo; o Memory Pak, para gravar os save games e o Transfer Pak, para fazer a interação entre GameBoy e o N64.

No fim das contas o guerreiro Nintendo 64 resistiu bem e fez um trabalho bom, levando em conta seus problemas que foram cruciais para sua queda...


--==THE END==--
Bom, vou parando por aqui, pois o nosso blog só abrange até esses consoles! Creio eu que um dia iremos falar de consoles que hoje são atuais, mas logo farão parte do nosso Museum dos Games! Aí então eu darei continuidade à matéria...

Enfim, aqui me despeço de vocês; caros leitores! Espero que tenham gostado, porque eu gostei muito de fazer essa “matéria” sobre a Era dos Videogames e aprendi muito com ela...

FONTES:

Wikipédia
UOL GAMES
Retro Space
Documentário - A Era dos Videogames exibido pelo Discovery Channel


Comente com o Facebook: