Lendas dos Games (X)

domingo, 22 de novembro de 2009 Postado por Tristan.ccm

Lenda 10: Michael Jackson e a trilha sonora de Sonic 3

No final da década de 1980, Michael Jackson assinou um contrato com a Sega para a produção de jogos. Tal contrato rendeu o ótimo Moonwalker (que depois das versões para Master e Mega seria portado para outras plataformas). Tal contrato existia e MJ era um gamer fervoroso, e por esse motivo quando o terceiro jogo do Sonic foi lançado muitas pessoas começaram a notar que havia algo em comum entre as músicas do Rei do Pop e as do jogo. Com isso, surgiram rumores de que Michael seria o criador da trilha sonora de Sonic 3, embora os créditos mostrassem o nome de Hisaki Nimiya como coordenador da trilha sonora.

As semelhanças eram gritantes apenas na trilha sonora da fase Ice Cap Zone (aquela que o Sonic anda de snowboard no começo), considerada pelos que acreditam na teoria uma versão acelerada de "Who Is It". Tem vários vídeos na Internet comparando as duas, inclusive alguns fazendo o contrário, deixando a música de Ice Cap Zone mais lenta, o que deixa a música ainda mais parecida com "Who Is It". Vejam vocês mesmos o resultado:




De fato, fica bem parecido. Já as outras comparações não são tão brilhantes assim: um grito de "Go!" aqui, um sample que lembra "Jam" ali, mas nada tão gritante quanto o vídeo acima. Confira uma pequena amostra dessas "semelhanças" no vídeo abaixo (incluída a versão "speed up" de "Who Is It"):




Parece mesmo, não é? Tem até mesmo uma declaração "oficial" publicada no fórum do site Intersonic, um dos maiores sites brasileiros sobre Sonic, onde Roger Hector (um dos gerentes do projeto de Sonic 3) afirma que Michael "ofereceu toda a trilha sonora para o Sonic The Hedgehog 3", mas a Sega não lhe deu créditos pois ele tinha sido acusado de pedofilia e seu nome poderia atrapalhar as vendas do jogo (confira aqui o texto na íntegra). Mas a teoria tem alguns furos que, se não a desmentem, pelo menos colocam sua validade em dúvida.

A verdade

Pra mim, essa teoria têm três furos que são muito difíceis de engolir:

1º Furo - falta de criatividade: Michael Jackson não era nem de longe semelhante a essas toupeiras do funk que repetem o mesmo verso 315468 vezes e chamam isso de música. Criatividade ele tinha de sobra. Se é assim, porque colocar retalhos de suas músicas escondidas no meio da trilha do game? Por que se limitar a dar uma acelerada em suas músicas já lançadas se ele podia muito bem criar uma trilha sonora totalmente nova?

2º Furo - pirataria legalizada: Se a Sega tivesse usado as músicas de MJ sem lhe dar os créditos e sem lhe pagar os direitos autorais (ninguém diz se eles pagaram ou não), e com o cara desesperado atrás de grana para pagar as despesas com os processos, visto que sua popularidade já capengava, por que o cantor não processou a Sega para receber o que era seu de direito? Não adianta vir me dizer que o contrato da época de Moonwalker dava esse direito aos japoneses, pois se fosse assim eles teriam lançado mais jogos com as músicas do Rei do Pop camufladas (na época a Sega ainda gostava de ganhar dinheiro).

3º Furo - mera coincidência: Não é tão difícil achar uma música "não-gamer" na trilha de um jogo. Vejamos o exemplo a seguir: o primeiro vídeo é da música da segunda fase de Super Castlevania IV, para SNES. Repare bem no meio da música:




Agora, veja como ela se parece com um clássico do rock brasileiro. A música abaixo se chama "Até Quando Esperar", da banda Plebe Rude:





Sou só eu ou o início da música do Plebe Rude é quase igual ao meio da música de SC4? Dá até pra cantar "Não é nossa culpa / Nascemos já com uma bênção / Mas isso não é desculpa / Pela má distribuição" enquanto jogamos a fase do rio (eu cantava). Porém, ninguém nunca achou que a Konami havia chamado a banda brasileira pra fazer a trilha do jogo, nem que eles haviam plagiado o game do caçador de vampiros. O que deixa as músicas parecidas nada mais é que o bom e velho acaso.

O pior é que essa é uma daquelas lendas que estamos fadados a jamais saber se é real ou é mentira. A Sega nunca publicou um comunicado oficial sobre o assunto (apenas Roger Hector se pronunciou, mas se até o Myiamoto mentiu sobre a Triforce quem garante que ele diz a verdade?) e Michael, enquanto esteve vivo, jamais tocou no assunto. Sendo assim, embora eu ache que o contrato entre o Rei do Pop e a Sega tenha rendido apenas o game Moonwalker e mais nada, não dá pra dizer com certeza se ele realmente se envolveu com a produção de Sonic 3 ou não. Parece que o cantor levou esse segredo para o túmulo.


Comente com o Facebook: