Resident Evil 2 (Playstation)

segunda-feira, 6 de junho de 2011 Postado por P.A.


Gênero: Survival Horror


Fabricante: Capcom


Lançamento: 1998


Jogadores: 1 player




Resident Evil 2 é considerado por muitos como o melhor jogo da série. Curiosamente, eu como fã da série não havia jogado esse jogo por muito tempo... Pra falar a verdade foi o que menos joguei. Claro, não estou contando os Spin-Offs como aqueles jogos lançandos pra PS2 que eu tenho, mas não consegui jogar por muito tempo! De fato, eu precisava me redimir desse erro e comprovar se o que tantos dizem é verdade... Será Resident Evil 2 o melhor de toda a série de terror da Capcom?

Bem, vamos começar pela história... Seguindo a cronologia do primeiro jogo, alguns membros do S.T.A.R.S. conseguem fugir da mansão da Umbrella que explodiu! Eles tentam avisar às pessoas que a Umbrella estavam fazendo experiências/testes muito perigosos, mas como a mansão explodiu ela levou consigo todas as provas possíveis pra incrimar a companhia guarda-chuva. Os membros sobreviventes são afastados do cargo e acusados de se drogarem durante a operação e ainda foram culpados pelas mortes de seus companheiros na mansão! Os membros que restaram então decidem que teriam que fugir da cidade e procurar um meio de acabar com a Umbrella e ainda teriam que ficar atentos, pois equipes de extermínio da empresa estavam na cola deles pra silenciá-los de uma vez por todas...

Três meses depois dos fatos da mansão, William Birkin, um renomado cientista da empresa, trabalhava num dos laboratórios subterrâneos - que ficava em baixo da cidade de Raccon - na sua maior criação: o G-Vírus! A Umbrella, desconfiada que William estava tentando trair a empresa e fugir com as amostras, envia uma equipe para pegar todas as amostras e eliminar William. O cientista é baleado pelos quatro soldados que fogem pelos esgotos com as maletas contendo as amostras do vírus... Mas William ainda estava vivo e com uma amostra do G-Vírus em suas mãos. Desesperado e como última alternativa, William injeta o vírus em si mesmo pra se transformar numa criatura bizarra e matar os soldados, pra não deixar que a Umbrella fique com seu projeto! Ele persegue e mata os soldados - ou pensa ter matado, já que um deles escapa -  e durante o processo, a maleta com o G-Vírus cai e todas as amostras se quebram, contaminando os ratos que ali estavam... Em poucos dias os ratos de esgoto transmitem o vírus pros moradores da cidade que logo fica tomada por mortos-vivos!
Poucos dias depois da infecção, Leon S. Kennedy - um policial novato - estava chegando à cidade para seu primeiro dia de trabalho! Primeiro e único...
Em paralelo, Claire Redfield - irmã de Chris Redfield, um dos protagonistas do primeiro jogo - também estava chegando à cidade em sua motocicleta. Claire veio atrás de seu irmão, já que ele não retornava nenhuma de suas ligações, cartas ou sinal de fumaça!
Mal sabiam os dois que a cidade estava um caos e que eles teriam o pior dia de suas vidas! Leon e Claire se encontram e decidem ir para a delegacia, pois poderia ser um lugar seguro! Eles acabam sendo separados devido à um acidente de carro e combinam de se encontrarem na delegacia e assim cada um toma seu rumo...

A primeira coisa a se notar em Resident Evil 2 é que o jogo possui dois CD's. Um pra você jogar com Leon e o outro com Claire. O jogo é dividido em cenário A e cenário B! Colocando o CD de Leon por primeiro, você jogará o cenário A com ele e o B com Claire... Colocando o CD da Claire por primeiro, eu não vou explicar, porque vocês já entenderam meus pequenos mancebos!

Os gráficos do jogo melhorarm se comparado com o primeiro jogo. Cenários pré-renderizados e com bom detalhamento e uma maior variedade, afinal você passa pela delegacia, por ruas da cidade, esgotos e até o laboratório. Os sprites dos personagens e dos inimigos continuam quadradões, porém melhoraram um pouco e estão mais detalhados. Mas os personagens ainda falam muito com as mãos, fazendo diversos gestos e movimentos estranhos... O que de certo modo era uma marca da série nessa época! A diferença é que agora não temos mais a abertura com os "atores reais", agora temos animações em CG de boa qualidade. Outra diferença é que agora o personagem muda seu jeito de acordo com sua saúde! Se estiver machucado o personagem colocará uma das mãos na barriga; se ficar muito machucado, além das mãos na barriga ele começará a andar muito devagar, impossibilitado de correr... Além disso, em vários momentos é possível notar o personagem olhando pra cima ou pra baixo pra observar alguma coisa. Por exemplo, se tiver um Licker no teto seu personagem irá olhar pra cima. Ou depois de matar algum inimigo, ao passar pelo corpo seu personagem ficará olhando pro chão. Pequenos detalhes que fazem toda a diferença.

O som me pareceu melhorar muito pouco-quase nada em relação ao primeiro. Se bem que os sons do primeiro jogo já eram muito bons, com músicas de suspense com ótimos efeitos sonoros! Tudo pra dar um ar mais tenso à atmosfera do jogo.
Infelizmente a dublagem ainda é o ponto falho da série, por sinal é outra marca registrada. Apesar de um pequena melhora, ela apresenta altos e baixos. Em alguns momentos os atores parecem terem captado o espírito da coisa, mas na maioria dos casos ou eles exageram demais no tom das falas, ou parecem estar cagando pro fato da cidade estar tomada por zumbis e você estar bem no meio desse caos!

A jogabilidade ainda se mantém igual do jogo anterior. A diferença fica mesmo pro Gameplay de cada personagem...
As diferenças entre os personagens são pequenas. Ambos tem um item especial, que não ocupa espaço no inventário e está sempre com o personagem... Leon tem como item especial um isqueiro e Claire o famoso Lockpick! Mas jogando com Leon ele abre as gavetas e trancas simples localizando pequenas chaves (small keys) e Claire consegue um isqueiro mais à frente...
Ambos começam com uma pistola e uma faca, a diferença é que a arma de Leon tem um clipe de balas maior. Outra diferença entre os personagens são as armas conseguidas durante o jogo. Leon pode encontrar a shotgun, uma magnum e um lança-chamas. Já Claire pode encontrar um lança-granadas, um crossbow e uma arma de choque. Notavelmente, as armas de Leon são melhores que as de Claire, apesar do lança-granadas ser uma das armas mais úteis do jogo. Por isso, muito gente recomenda que você jogue o cenário A com Claire e o B com Leon, pois o cenário B é mais difícil que o A. Mas não é nada de impossível passar o cenário B com Claire, mas de fato, é um pouquinho pior que o A, principalmente logo no começo, por você não ter as armas e nem tanta munição. Porém, a cronologia correta dos fatos é jogar o cenário A com Leon e o B com Claire...
Diferente do jogo anterior, aqui você encontra bem mais munição! Claro, não é munição pra sair atirando em tudo que se mover, na maioria dos casos é recomendável desviar dos inimigos se for possível. Assim dá pra chegar ao final com tranquilidade e munição de sobra.

Um sistema de Ranking foi inserido! Dependendo do tempo que você demora pra terminar o jogo, da quantia de vezes que salva seu progresso e da quantia de sprays de cura que utilizar, você será avaliado e receberá uma nota no ranking. Essa nota serve pra liberar coisas extras pro jogo!

No ano seguinte Resident Evil 2 foi lançado pra PC, Nintendo 64, Dreamcast e Game Cube! Lembrando que ninguém acreditava que esse jogo poderia ser feito pros "ultrapassados" cartuchos de N64, mas sabe-se lá como, conseguiram fazer uma conversão muito boa e fiel do jogo.



NOTA FINAL: 9,5
RESIDENT EVIL 2 CONSEGUIU MELHORAR UM POUCO EM RELAÇÃO AO PRIMEIRO JOGO E AINDA APRESENTOU O SISTEMA MUITO LEGAL DE CENÁRIOS "A E B" COM PERSONAGENS DISTINTOS. SISTEMA ESSE QUE NUNCA MAIS FOI USADO EM JOGO ALGUM DA SÉRIE!
Plataforma:


Comente com o Facebook: