Rocket Knight Adventures (Mega Drive)

sábado, 20 de agosto de 2011 Postado por Tristan.ccm


 
Gênero: Ação/Plataforma/Tiro


Fabricante: Konami


Lançamento: 1993


Jogadores: 1 player




Antigamente, existia uma regra para todas as desenvolvedoras de games: se quer fazer sucesso, crie um mascote! E todas as produtoras tinham o seu. Alguns, como Mario, Sonic e Mega Man fazem sucesso até hoje, porém outros como Bubsy e Alex Kidd não agradaram e caíram no esquecimento. Mas existem alguns que, mesmo estando fora do panteão dos "mascotes imortais", não mereciam estar de fora dos games da atualidade, e na minha opinião um dos mais injustiçados foi Sparkster. O motivo? Continue lendo!

Sparkster é o líder dos Rocket Knights, os cavaleiros que unem tecnologia com espadas místicas. Sua missão é proteger o reino de Zebulos de seus inimigos, principalmente dos porcos do Império Devotindos. Porém, um dos Rocket Knights, chamado Axel Gear, trai os companheiros e é expulso da ordem por Sparkster e acaba se aliando ao Império. Ele conta ao imperador dos Devotindos que existe uma nave poderosíssima chamada Star Pig que foi selada magicamente por El Zebulos, o primeiro rei de Zebulos (daí o nome do reino). Ele conta também que a chave para quebrar o selo e se apoderar da nave é a princesa Sherry, que tem poderes para removê-lo. Sabendo disso, o imperador ordena um ataque massivo contra Zebulos. Apesar de lutarem bravamente, os Rocket Knights são massacrados, e Axel Gear consegue sequestrar a princesa. Cabe a Sparkster invadir o castelo de Devotindos, derrotar Axel Gear de uma vez por todas e resgatar a princesa.

A jogabilidade de Rocket Knight Adventures é bem diferente da maioria dos platformers. O motivo é o equipamento do herói: Sparkster tem como arma uma espada que emite rajadas de energia de alcance mediano, mas dar uma espadada diretamente no inimigo tira mais energia do que os "tirinhos". Além disso, ele tem um foguete preso às costas, o que permite ataques em velocidade. Basta segurar o botão de ataque, esperar uns segundos para a barra do foguete carregar e soltar o botão. Se você não usar o direcional, Sparkster girará com a espada sem sair do lugar (ótimo movimento para quando os porcos fizerem "montinho" com o heroi), mas se você apertar qualquer direção ele vai que nem um foguete, atropelando quem estiver no caminho e ricocheteando nas paredes. Esse movimento permite alcançar lugares onde não dá pra chegar só pulando, e pra pegar algumas vidas extras é preciso inclusive combinar um pulo preciso com esse "ataque foguete". Muitos criticam essa movimentação, mas ela combina, e muito, com o personagem: imagine Sonic sem seu Spindash ou Mega Man sem seu tiro carregado e você tem idéia de como o Rocket Attack de Sparkster é essencial.

Os gráficos combinam com a proposta do jogo, são bem desenhados e coloridos na medida certa, e tem toques de humor (ver um porco ficar só de cueca ao ter a armadura destruída é a minha definição de hilário). Os sons também são bem feitos, com músicas que grudam que nem chiclete nos seus ouvidos e acompanham o enredo do jogo (alegres na floresta, tensas nos chefes, etc.). As batalhas contra chefes e subchefes são bem criativas, fugindo do "bate até morrer": Que tal enfrentar um "porco Megazord" pilotando um robô igual no melhor estilo Punch-Out? Ou nas fases que imitam os "jogos de navinha" que fizeram a fama da Konami, onde os chefes são do mesmo estilo, titânicos e apelões ao extremo?

Pra quem gosta de desafio, esse jogo é um prato cheio, pois sua dificuldade beira o absurdo. Mesmo no nível mais fácil, o Children, o jogador encontra fases dignas da série Duro de Passar, onde você vai morrer diversas vezes até pegar a manha. Jogar no nível de dificuldade máximo, então, é suicídio: você só tem uma vida e levou um teco, é vala! Talvez por causa disso Rocket Knight Adventures tenha sido esquecido, pois depois do terceiro jogo (um spin-off no SNES) Sparkster sumiu dos games. Mas felizmente a onda de remakes trouxe ele de volta, com um novo game lançado recentemente na Live e na PSN. Do jeito que eu gostei de zerar o original no meu Dingoo, com certeza Rocket Knight é um dos que eu vou baixar quando eu tiver um 360, pois o gambá da Konami tem qualidade suficiente para fazer parte do time dos mascotes inesquecíveis dos games.

NOTA FINAL: 9,5
ROCKET KNIGHT ADVENTURES TEM TUDO QUE UM GAME PRECISA PRA SER UM CLÁSSICO: DESAFIO, CARISMA E DIVERSÃO. UM GRANDE GAME DE PLATAFORMA, QUE NÃO PODE FICAR DE FORA DA LISTA DE NENHUM GAMER!
Plataforma:


Comente com o Facebook: