Kirby's Adventure (NES)

segunda-feira, 18 de julho de 2011 Postado por Tristan.ccm



Gênero: Plataforma


Fabricante: Hal Laboratory Inc. / Nintendo


Lançamento: 1993


Jogadores: 1 Player




Simplicidade era o mote da era 8 bits, e talvez Kirby seja a personificação dessa simplicidade. A própria introdução desse clássico do NES falava de como o design do personagem era simples. Não pense, porém, que ser simples tornava esse jogo pouco elaborado, pois tudo nele, gráficos, enredo, jogabilidade, tudo isso extrapolava as capacidades do console. E isso serviu para tornar a primeira aventura de Kirby num console de mesa um dos melhores títulos do NES.


O enredo do jogo tem tudo a ver com Kirby, o maior heroi de Dream Land. Ele decide investigar o porquê dos habitantes de Dream Land não estarem conseguindo sonhar. Ele descobre então que King Dedede, seu rival, roubou da Fonte dos Sonhos sua fonte de energia, o bastão mágico Star Rod. Com isso, Kirby parte em busca do bastão, mas para isso ele terá de enfrentar os lacaios de King Dedede em diversos "mundos" de Dream Land.

Na parte gráfica está o maior trunfo do jogo, pois seu visual é tudo o que os jogadores que tinham um NES queriam ver. Os gráficos desse game foram tão bem feitos que muitas pessoas chegam a pensar que se trata de um game de 16-bits! O mesmo se pode dizer das músicas, esse jogo tanto na parte gráfica quanto na sonora tira leite de pedra com o hardware do Nintendinho.

A jogabilidade segue esse padrão de qualidade, pois os controles são precisos e os golpes de Kirby são fáceis de ser executados. A boa e velha habilidade de engolir inimigos e copiar seus poderes está presente, com dez diferentes formas de ataque para o heroi balão. Ao contrário de Kirby Super Star (talvez o jogo mais famoso da série) não podemos transformar o inimigo engolido em aliado, mas pode-se trocar de habilidade apertando Select e engolindo outro inimigo. Mesmo em sua forma original, Kirby também pode atacar com rasteiras ou cuspindo um inimigo contra o outro, matando os dois.


Outra coisa interessante é que Kirby's Adventure te dá a liberdade de rejogar fases anteriores quando quiser: os mundos são divididos em fases acessadas através de portas, e para jogar de novo uma fase já concluída basta entrar na porta. Isso ajuda os jogadores "cata-piolho" que não descansam enquanto não fecharem 100% de um jogo. Como isso também se aplica a algumas fases de bônus (como o "Museum", onde você escolhe um novo poder engolindo estátuas de inimigos) e o save do jogo é automático (salva a cada fase finalizada), temos um jogo que é ao mesmo tempo fácil e desafiador, com segredos escondidos e inimigos criativos. Tudo isso coroado por um final que não fica devendo a nenhum Megaman clássico (se você derrotar o chefe final de primeira, aceite meus parabéns).

Ter sido lançado no fim da vida do NES, com o Mega Drive roubando seus fãs, pode ter contribuído para muitos gamers só terem tido contato com a bola rosa no SNES, mas esse game mostra que seu brilho surgiu bem antes e está longe de se apagar. Por sorte temos hoje a mania dos remakes, que nos permitem conhecer esse grande game tanto no Virtual Console do Wii quanto no GBA (onde o game foi rebatizado de Nightmare in Dream Land). Afinal, esse game tem as duas coisas que marcaram os jogadores da era 8 bits: simplicidade e diversão.



NOTA FINAL: 10,0
UM GAME QUE BRIGA COM SUPER MARIO BROS 3 PELO TÍTULO DE MELHOR JOGO DO NES. SE VOCÊ NÃO CONHECE, NÃO SABE O QUE ESTÁ PERDENDO!
Plataforma:


Comente com o Facebook: