RetroMorri - O sacrifício de um filhote

quinta-feira, 3 de novembro de 2011 Postado por Tristan.ccm

Fui avisado com um certo atraso do meme "RetroMorri", criado pelo nosso parceiro GLStoque. Era pra todo mundo postar ontem, dia de Finados, mas fiquei a tarde toda jogando sem fazer nada e acabei nem vendo. Pois bem, espero que perdoem meu atraso.

E já que o negócio é falar de mortes marcantes dos games, vamos à morte que eu acho a que mais mexeu comigo. Senta que lá vem Spoiler!

O SACRIFÍCIO DO BEBÊ METROID


No começo de Super Metroid, vemos Samus Aran contando como exterminou os Metroids, e como o último deles, uma larva recém-nascida, a seguiu feito uma criança assustada. Na primeira vez que vemos a larva no jogo, assistimos a forma como Ridley a sequestra, e depois disso o jogo tem um único foco: resgatar a larva, tanto que a mensagem na tela de Game Over é categórica: "Find the Metroid Larva"

Após muito caminhar e muito lutar, chegamos ao final do jogo. Eu me lembro da primeira vez que joguei, e a surpresa ao ver a "versão Megazord" da Mother Brain aparecer. Esvaziar o estoque de mísseis na fuça dela não surtiu efeito, e ver ele soltando aquele "Super Kame-hame-ha" na Samus parecia ser o fim. Eu senti na pele a angústia da protagonista, indefesa diante de todo aquele poder.

É aí que a antiga larva, que lá atrás havia poupado minha vida, apareceu e partiu pra cima da Mother Brain. Ele suga a energia da inimiga e te recarrega. Aí, você percebe que Mother Brain não morreu, e está preparando outro ataque, que você já sabe ser mortal. E é nesse momento que a cena mais marcante da série acontece.


O Metroid larga Samus e recebe o ataque sozinho, explodindo em seguida. Nunca imaginei que iria ficar tão triste vendo isso, afinal você passa quase todo o caminho até Mother Brain matando Metroids. A raiva da Mother Brain, a festa que é usar o Hyper Beam e o corre-corre até a nave te fazem esquecer momentaneamente a cena, mas enquanto os créditos rolam na tela não tinha como eu não lembrar do sacrifício daquele ser, que era pra ser meu inimigo mas que salvou minha vida de forma tão nobre.

A cena é tão emblemática para a série que acabou sendo remasterizada para o último jogo da série, Metroid Other M, com gráficos atuais e ainda mais carga emocional. Eis os links pra quem quiser acompanhar a cena original e a nova versão. Além da cena ser um marco na história da série, tenho certeza que também é um marco no coração de todo mundo que a viu.

Descanse em paz, pequeno Metroid. Nós nunca lhe esqueceremos.


Comente com o Facebook: