Pokémon Red / Blue (Game Boy)

domingo, 22 de janeiro de 2017 Postado por P.A.

Gênero: RPG

Fabricante: Nintendo / Game Freak

Lançamento: 1996

Jogadores: 1-2 players



Pode um jogo (ou dois, neste caso) mudar o rumo e aumentar exponencialmente as vendas de um videogame? A resposta já nos foi dada pelo Game Boy. O portátil sempre foi um sucesso de vendas e crítica desde seu lançamento, mas é nítida a diferença de vendas do Game Boy antes do lançamento dos jogos da franquia Pokémon e depois. Os jogos rapidamente se tornaram uma febre mundial, e quem ainda não tinha um Game Boy, ganhou um motivo pra ter um!

Lançado em fevereiro de 1996 no Japão, Pokémon recebeu duas versões: Red e Green. No final do mesmo ano, a versão Green foi substituída pela versão Blue, que trazia algumas melhorias gráficas (mínimas) e correções de bugs e glitches da versão verde. Dois anos mais tarde, Red e Blue foram lançados no resto do mundo, enquanto Green ficou restrito apenas ao Japão.

No jogo, nós entramos na pele de um adolescente que sai pelo mundo caçando e treinando pokémons dos mais variados tipos, com o objetivo de lutar contra os oito líderes de ginásio para ganhar suas insígnias e com isso, conquistar o direito de batalhar contra a Elite Quatro - que é formada pelos quatro melhores treinadores do mundo - para se tornar o campeão e Mestre Pokémon.
Logo no início do jogo você é apresentado ao professor Oak (Carvalho, por aqui) e ele lhe dará o direito de escolher seu primeiro Pokémon para iniciar sua jornada: Charmander (fogo), Bulbassauro (planta) e Squirtle (água) são os três pokémons que você tem pra escolher e depois que você escolher um, o neto do professor (e seu rival no jogo) escolherá outro.

A decisão mais difícil na vida de um garoto!

O professor também lhe dará uma poké-dex, que nada mais é que uma enciclopédia que registra dados de todos os pokémons que você capturar. E essa se torna sua missão secundária no jogo, não sendo obrigatória para finalizá-lo. Apenas algo para massagear seu ego e fazer o professor Carvalho feliz!
Pokémon Red/Blue estabeleceu padrões para a série que são mantidos até hoje. Lutar contra líderes de ginásio pra desafiar a Elite Quatro e tentar completar a poké-dex servem de plot para todos os jogos da franquia...

Naquela época, muitos se perguntaram por quê a Nintendo lançou duas versões de um mesmo jogo? Para ganhar mais dinheiro, óbvio. E deu muito certo, tanto que a série vem se mantendo assim até os tempos atuais...
Basicamente a única diferença é a localização dos pokémons nas graminhas e a exclusividade de alguns pokémons para cada versão. Sendo assim, para completar a poké-dex, você precisava trocar pokémons com algum amigo que tivesse uma versão do jogo diferente da sua. Ou então comprar as duas versões e ter dois Game Boys para trocar consigo mesmo e mostrar pra todo mundo como você é um nerd solitário que completou a poké-dex comprando dois jogos 'iguais'...

O que mais chamou atenção no jogo na época era seu gameplay. Geralmente em RPG's seu personagem é quem luta e sobe de nível, mas em Pokémon você tinha que capturar monstrinhos que seriam usados para batalhas e treinados para aprender novas habilidades e evoluir.
E o jogo te proporciona duas alegrias muito grandes: quando você encontra e captura um pokémon que você ainda não tinha e quando você esta treinando seu pokémon e ele evoluiu... DO NADA. Naquela época não tínhamos acesso a tantas informações, e quando estávamos jogando pela primeira vez não sabíamos qual nível o pokémon iria evoluir... Era sempre uma surpresa e sem dúvidas uma satisfação muito grande!

Para capturar os pokémons é necessário enfraquecê-los, usar golpes que afetavam o status era de muita ajuda também. É sempre recomendado paralisar ou fazer o pokémon selvagem dormir antes de gastar uma poké-bola.
Você só pode levar seis pokémons; se já estiver com seis e capturar outro, ele automaticamente é enviado pro BOX do seu PC. Se todos os seus seis pokémons desmaiarem você volta no último centro pokémon que visitou, mas com metade do dinheiro.
Uma coisa ruim desse jogo e que foi corrigida em versões futuras, era que se o BOX estivesse cheio você era impedido de capturar mais pokémons, até que trocasse para um BOX vazio. O problema era quando você estava numa caverna e encontrava aquele pokémon que ainda não tinha e quando ia tentar capturá-lo recebia a mensagem que o BOX estava cheio!

Cada pokémon só pode aprender quatro golpes e aqui vem outra coisa ruim do jogo. Sempre que um pokémon aprende novos golpes você é avisado e pode apagar um antigo para ensinar o novo, porém você nunca sabe o que cada golpe realmente faz, até usá-lo em batalha, o que pode ser frustrante. O mesmo ocorre com os TM's e HM's (itens que ensinam golpes aos pokémons). Várias vezes exclui alguns golpes para ensinar outros que eram ruins ou não tinham utilidade pra mim... Hoje em dia, tudo é mais fácil e já conhecemos praticamente todos os golpes e suas utilidades; sem falar que eles vem com uma descrição que ajuda muito na hora de tomar essa decisão. 

Você tem uma mochila para levar seus itens, como poções, poké-bolas, sua bicicleta... Não tem lugar melhor pra guardar sua bicicleta que sua mochila. O problema é que a mochila também não é muito grande (apesar de caber sua bicicleta dentro), e é recomendado guardar alguns itens no seu PC para não ficar sobrecarregado.

Jogo foi lançado para Game Boy e portanto era em preto e branco. Mas se você possui um Game Boy Color ou um Super Game Boy, o jogo ganha uma paleta de cores tornando o visual mais agradável. O sprite dos pokémons não é dos mais bonitos, apesar de alguns deles serem bem feitos alguns são bem toscos. No mundo aberto os gráficos são mais caprichados e temos um mundo vasto e detalhado, levando em conta que foi lançado para o Game Boy original.

Esse Geodude é mais feio que bater na mãe por causa de mistura!

A parte sonora é bipolar. Ao mesmo tempo que é muito bem feita e criativa, enjoa depois de certo tempo. As músicas da batalha são clássicas e marcantes e cada pokémon emite um som durante a batalha. No mundo aberto temos uma musiquinha animada e que muda cada vez que você entra em alguma cidade ou caverna... Mas como citado, se torna enjoativa e até irritante depois de algumas horas de jogo.

Depois de conquistar as oito insígnias e vencer a Elite Quatro você volta para sua cidade natal e pode visitar todos os lugares novamente para tentar capturar todos os pokémons e completar a poké-dex. Uma coisa legal também é começar de novo o jogo escolhendo um pokémon inicial diferente ou formando equipes de pokémons diferentes... São diversas possibilidades que podem tornar a vida útil do jogo bem grande!


NOTA FINAL: 8,5
OS PRIMEIROS JOGOS DA SÉRIE TROUXERAM UMA CARTILHA QUE SERIA SEGUIDA E APRIMORADA PELOS JOGOS SEGUINTES... OS MAIS JOVENS PODEM ATÉ TORCER O NARIZ, MAS É INEGÁVEL QUE POKÉMON RED/BLUE SÃO CLÁSSICOS INESQUECÍVEIS! 
Plataforma:


Comente com o Facebook: